20 oct. 2011

III Simpósio de Inclusão

Participando para a inclusão de todos... no mundo...

12 oct. 2011

Dia mundial de combate a la obesidad: Clinica Ravenna Sao Paulo








2 oct. 2011

“Meu jugo é suave e meu fardo leve”.


O Espiritismo revela o objetivo da dor, mostrando que os sofrimentos são como crises salutares que levam à cura, são as purificações que asseguram a felicidade nas existências futuras. O Homem compreende que mereceu sofrer, e acha justo o sofrimento.
(O Evangelho Segundo o Espiritismo – VI – 4)Paulo, I Epístola aos Coríntios, IV: 20).
Todos os sofrimentos: misérias, decepções, dores físicas, perda de seres amados, encontram consolação em a fé no futuro, em a confiança na justiça de Deus, que o Cristo veio ensinar aos homens. Sobre aquele que, ao contrário, nada espera após esta vida, ou que simplesmente duvida, as aflições caem com todo o seu peso e nenhuma esperança lhe mitiga o amargor.
(O Evangelho Segundo o Espiritismo – VI – 4)Paulo, I Epístola aos Coríntios, IV: 20).
Jesus nos convida para irmos até Ele, pois seremos aliviados. Explique ao público o que é ir até Jesus. Não basta só ir ao templo religioso, pois apenas a presença física não significa nada. É muito importante estarmos lá em espírito também, já que só assim iremos receber os verdadeiros remédios para as nossas dores. Diga que existem pessoas que vão ao Centro, às Igrejas, esperando milagres. Querem receber sem se esforçar para isso. E quando estão ouvindo a palestra, o pensamento delas está longe dos ensinos do Mestre, e próximo ao relógio, aguardando ansiosamente a hora de ir embora.
É necessário salientar que a prática destes ensinos é vital para a nossa saúde espiritual, e que é preciso aprender a ser manso e humilde durante o dia-a-dia, para recebermos o alívio que Jesus nos promete. E a responsabilidade que Jesus nos exige é o aprendizado da Lei de Deus, e o seu fardo é a prática desta Lei. Por isso que Ele diz que seu jugo é suave e o seu fardo é leve.